Quanto ganha um corretor de planos de saúde autônomo? Confira aqui

empresário no computador - corretor de planos de saúde

Quanto ganha um corretor de planos de saúde autônomo? Confira aqui

Publicado em

O corretor de planos de saúde é considerado um agente de investimentos, dando orientações para o cliente e ofertando produtos que atendam às necessidades dos mesmos. Podendo trabalhar em regime autônomo ou vinculados à uma corretora, esses profissionais têm se tornado cada vez mais populares.

Se você gostaria de saber qual a média salarial de um corretor, leia na íntegra o artigo feito pela equipe do Corretores de Planos de Saúde:

Veja também: Como montar uma corretora de planos de saúde? Saiba aqui

O que faz um corretor de planos de saúde

empresário no uber - corretor de planos de saúde

Um corretor representa uma corretora de seguros, seja ele pessoa física ou jurídica. Portanto, será ele que fará as pesquisas de cotação de seguros, dando apoio para o cliente no preenchimento dos formulários, protocolando a proposta de um seguro perante uma seguradora, verificando a apólice antes de ser assinada pelo cliente e o assessorando enquanto durar esse contrato.

O perfil desse profissional deve incluir o conhecimento profundo do plano de saúde que será comercializado. Ter um bom relacionamento com o cliente, ética profissional e muita paciência.

Ter muita facilidade em se comunicar, com uma excelente capacidade persuasão para com os seus clientes é uma ótima habilidade comercial para esse negócio.

Para ser um corretor de seguros de planos de saúde autônomo é preciso uma certificação junto à FUNENSEG, a Escola Nacional de Seguros, que é a única instituição que está apta para certificar esses profissionais através do Exame para Habilitação dos Corretores de Seguros. É necessário que seja maior de 18 anos, com Ensino Médio Completo. A habilitação é dada pela SUSEP.

Qual a faixa salarial?

Segundo o site Vagas.com, um profissional que trabalha para uma Corretora de Seguros, pode ganhar de R$ 1.300,00 a R$ 3.500,00 como salário inicial. Para exercer essa profissão como um autônomo, ele deve permanecer como pessoa física, mas precisa emitir uma RPA, ou seja, um Recibo de Pagamento Autônomo, em vez de nota fiscal.

O corretor de seguros autônomo, também deve considerar todos os impostos nessa operação.

A carga de tributos para a emissão dessa RPA, bem como, o recolhimento de impostos deve ser considerado. O imposto de renda é de 27,5% para os corretores que ganham mais de R$ 4.664,68. O ISS é calculado em 2% sob o valor ganho, podendo variar de acordo com o município de recolhimento. O corretor também deve recolher as taxas sindicais e o INSS.

Para o caso de empresas que possam repassar uma comissão, o autônomo deverá reter 11% do INSS. Essa contratação de autônomos prevê também um recolhimento de 20% em toda a somatória das comissões.

Para ser um corretor de seguros autônomo, trabalhe a sua comunicação. Qualifique-se para esse cargo e conte com todo um suporte da tecnologia, uma grande aliada para os corretores de planos de saúde, que podem facilitar a gestão de seus clientes e melhorar seus resultados.

Também pode te interessar: Vantagens de ser corretor de planos de saúde | Descubra quais são

Na Corretores de Planos de Saúde você encontra tudo o que precisa para deixar suas vendas ainda mais profissionais, captando clientes sem sair de casa e usando todo o potencial da internet. Cadastre-se gratuitamente e aproveite todos os benefícios da plataforma!


Voltar

Olá Corretor!

Cadastre-se para ter acesso imediato a todos os materiais, é grátis!

Cadastre-se
©2020 Corretores de Planos de Saúde
Desenvolvido por Inaweb Digital