O que você precisa saber sobre o seu plano de saúde e as coberturas?

Médico conversando com paciente - plano de saúde

O que você precisa saber sobre o seu plano de saúde e as coberturas?

Publicado em

Ter um plano de saúde é uma garantia de atendimento em hospitais, clínicas e fazer exames sempre que precisar. Apesar de alguns planos serem um pouco mais caros, vale a pena o investimento na saúde.

Antes de contratar um plano, é importante tirar todas as suas dúvidas, principalmente sobre a rede de cobertura. Hoje, a equipe do Corretores de Planos de Saúde preparou um artigo com informações básicas que você deve obter, confira:

Veja também: Plano de saúde cobre DIU? Veja todas as informações

O que é um plano de saúde?

Médico dentro de um hospital - plano de saúde

É um tipo de seguro para a proteção da saúde, que por meio de pagamentos mensais, taxas e valores específicos, dão ao usuário a segurança de ser atendido pelo sistema de saúde com mais conforto, rapidez e credibilidade, caso ele venha a precisar.

Carências, coberturas e demais informações

Os planos de saúde possuem certas carências para atenderem os usuários. Funciona assim: os indivíduos pagam a mensalidade ou taxa referente ao plano todo mês e existem certos serviços que podem ser disponibilizados aos usuários, porém, outros necessitam de um tempo de carência antes de serem utilizados.

1-Tipos de carências e coberturas dos serviços: a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estabelece que os prazos de carência sejam sempre menores (nunca maiores); quando ela é cumprida, os planos de saúde não podem exigir uma nova carência no mesmo serviço.

Prazos de carências de acordo com a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar):

  • Emergência e urgência: 24 horas
  • Exames, consultas e internações: 180 dias
  • Parto: 300 dias
  • Doenças pré-existentes, tratamentos para doenças crônicas: 24 meses

2- Reembolso: nem todos os planos de saúde oferecem o reembolso aos beneficiários, mas é preciso garantir que essa opção esteja no contrato (quando solicitado). Somente nos casos em o usuário precisar ser atendido em uma rede não credenciada pelo plano, a ANS determina que o atendimento seja obrigatório.

3- Plano de saúde por coparticipação: é uma forma de baratear o custo do plano de saúde por mês, pois além da mensalidade, paga-se também uma taxa de participação quando utilizar algum serviço.

4- O plano de saúde não pode limitar o número de serviços utilizados: pois não se sabe quando o usuário precisará dos serviços de saúde. Não se pode limitar o uso dos serviços de saúde por ano.

5- Cobertura para outros profissionais de saúde: os planos de saúde são obrigados a cobrirem o atendimento de consultas com psicólogos, nutricionistas, terapeutas ocupacionais e psicólogos. A diferença é que esses serviços podem ter uma cota máxima de consultas por ano.

6- Planejamento familiar: os planos de saúde são obrigados a oferecer serviços de aconselhamento, atividades e consultas educacionais sobre o planejamento da família, bem como sobre os procedimentos dos métodos contraceptivos (colocação do DIU, vasectomia, laqueadura).

7- Transplantes: os planos de saúde são obrigados a arcarem com os custos de transplantes de órgãos (rins, córneas e medula), incluindo os custos dos doadores de órgãos vivos.

Todas as informações sobre os beneficiários do plano de saúde, bem como a prestação de serviço, quais são as coberturas, carências e as instituições de saúde credenciadas devem constar em contrato, e os usuários precisam ter a noção clara do que estão contratando.

Também pode te interessar: Plano de saúde cobre vacinas? Entenda as condições

Agora que você sabe tudo o que precisa perguntar antes de contratar seu plano de saúde, faça uma cotação gratuita com nossa equipe e garanta a sua saúde e de sua família!


Voltar

Olá Corretor!

Cadastre-se para ter acesso imediato a todos os materiais, é grátis!

Cadastre-se
©2020 Corretores de Planos de Saúde
Desenvolvido por Inaweb Digital